Entidades debatem Saúde do Trabalhador

Nos dias 21 e 22 de março, em Brasília, foi realizado o Seminário Setorial com as Centrais Sindicais e Organizações Sociais para discutir a importância de implantar o Política Nacional de Saúde do Trabalhador do SUS;


mobilizar os trabalhadores para participarem da 4ª Conferência Nacional de Saúde do Trabalhador, incluindo o tema na agenda sindical e governamental, mobilizando para as etapas macrorregionais e preparando os conselheiros que vão acompanhar as próximas etapas.

A Fenafar marcou presença no seminário, pois "considera fundamental os trabalhadores se apropriarem do SUS. E o processo da 4ª Conferência Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora é uma das oportunidades para esta construção!", disse Débora Melecchi, diretora de Organização Sindical da Fenafar.

A diretora de Relações Internacionais da Fenafar, Gilda Almeida, também participou do seminário e destacou que faz parte da agenda da classe trabalhadora para conquistar a valorização dos profissionais a luta por condições dignas de trabalho. "E isso passa por termos uma Política Nacional de Saúde do Trabalhador, daí a importância dos sindicatos, federações, centrais sindicais e de todo o movimentos social de se apropriarem dessa agenda. Esta é uma luta em defesa da saúde pública, em defesa do SUS", afirmou.

Mais informações da 4ª Conferência

A 4ª Conferência Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora –4ª CNSTT, convocada pela Portaria GM/MS nº. 2.808/12, tem como objetivo propor diretrizes para a implementação da Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora.

A Conferência acontece em três etapas: macrorregionais, estaduais e nacional. As etapas macrorregionais já estão em andamento, e vão até 30 de maio, e as estaduais, até 30 de junho/14. Tais etapas irão subsidiar as discussões e deliberações para a etapa nacional.

O tema central da Conferência, "SAÚDE DO TRABALHADOR E DA TRABALHADORA, DIREITO DE TODOS E TODAS E DEVER DO ESTADO" irá orientar as discussões em todas as etapas, que ainda serão guiadas pelo Eixo Principal "A Implementação da Política Nacional de Saúde do Trabalhador e Trabalhadora" e sub eixos:

I - O Desenvolvimento socioeconômico e seus Reflexos na Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora;
II - Fortalecer a Participação dos Trabalhadores e das Trabalhadoras, da Comunidade e do Controle Social nas Ações de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora;
III - Efetivação da Política Nacional de Saúde e do Trabalhador e da Trabalhadora, considerando os princípios da integralidade e intersetorialidade nas três esferas de governo; e
IV Financiamento da Política Nacional de Saúde do Trabalhador, nos municípios, estados e União.
O documento referencial, ponto de partida e foco principal das discussões, é o próprio texto da Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, Portaria n° MS 1.823/2012.

Fonte: Fenafar - Redação
Publicado em 24/03/2014
Ascom
Sifep