Sindicato exige cumprimento de Convenção Coletiva em ação judicial aos farmacêuticos das Farmácias Permanente

Farmacêuticos da rede das Farmácias Permanente, na Paraíba terão direito a receber indenização referente a normas de prevenção de acidentes e doenças profissionais, que integra o direto do trabalhador e está garantido na Convenção Coletiva de Trabalho 2015/2016. A ação judicial foi impetrada pelo Sindicato dos Farmacêuticos do Estado da Paraíba (SIFEP).

Dentro desse processo que começou em novembro de 2015, houve reuniões junto aos trabalhadores para esclarecimento, de quais seriam os direitos com relação a valores acordados.

 “Fizemos notificações sobre o não cumprimento do acordo coletivo. Quando não se cumpre toda a classe farmacêutica sofre prejuízos. É preciso que as empresas se atentem a esse compromisso principalmente, para resguardar os riscos que envolvem a atividade e a vida de cada trabalhador”, destacou Sérgio Luís Gomes, presidente do SIFEP.

As multas serão pagas a 65 farmacêuticos divididos em quatro parcelas. Ainda, dentro do Acordo Coletivo de Trabalho, além do pagamento do seguro de vida. A ação tramitou na terceira Vara do Trabalho de João Pessoa interposta em 18.11.2015 e, no dia 20 de abril, houve a conclusão do processo.

 “A empresa celebrou o seguro para todos os farmacêuticos, que hoje possui apólice contra vários sinistros, o que é muito importante diante da realidade de violência urbana em que se vive”, destacou Alex Neyves, assessor jurídico do SIFEP.