SIFEP e Farmacêuticos fecham Acordo Coletivo de Trabalho com a Cooperativa Unimed João Pessoa

Após mais de um ano de negociações entre o Sindicato dos Farmacêuticos do Estado da Paraíba (SIFEP) e hospitais que pertencem a Cooperativa Unimed João Pessoa, foi finalizada a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho 2015/2016.

Este processo de negociação merece destaque por ter sido uma demonstração histórica que os trabalhadores do regime privado unidos e fortalecendo o papel do seu sindicato podem defender de forma digna o regime de trabalho que respeite a mão de obra qualificada. Foram mais de dez momentos entre assembleias, mesas e reuniões esporádicas. Em todos eles discutimos tanto com os trabalhadores e com a representação da cooperativa que mudar uma jornada de trabalho, entre outros pontos, apenas por avaliação financeira não é saudável para um serviço farmacêutico que é referência para muitos outros do nosso Estado. Entre eles, destacamos os serviços de Farmácia Hospitalar, Farmácia Clinica, Auditoria Farmacêutica, Manipulação de Medicamentos para Tratamentos em Oncologia e Banco de Sangue. Tendo a equipe mais trinta profissionais, entre Farmacêuticas e Farmacêuticos exercendo no Hospital Alberto Urquiza Wanderley, Hospital Moacir Dantas e na sede da cooperativa. Ressaltamos a união dos profissionais e a confiança destes em todo trabalho de construção intermediado pela diretoria do SIFEP e sua assessoria jurídica. Também destacamos a abertura sempre do diálogo por parte da Diretoria, Gerência de RH e Assessoria Jurídica da Cooperativa Unimed. O número de encontros demonstra que o que parece um longo prazo, serviu para que as partes se prestassem no campo dos contra pontos, argumentações e entendimentos fechassem o acordo. O presidente do SIFEP, Sérgio Luiz, falou sobre a importância do acordo firmado. “Acreditamos que essa negociação com a cooperativa, para exercício do trabalho dos profissionais dos hospitais residenciais da Unimed foram de suma importância pela forma que foi conduzida e pelo processo de luta. A categoria demonstrou que é importante ter um Sindicato que as represente e que o profissionais possam confiar. Foi muito bom ao final sentirmos que a forma de uma negociação pode ser positiva”, destacou.